sábado, 8 de agosto de 2009

"Herrar é umano" #3

Quando a situação exigir, se faça de "burro".

Todos nós sabemos que os jornalistas têm de estar muito bem informados sobre os mais variados temas. Isso ajuda muito na hora de fazer uma entrevista ou escrever uma matéria. Além do mais, uma pessoa que está por dentro de todo e qualquer assunto se torna muito mais interessante para uma conversa (=D).

Certa vez, uma apresentadora da Tv Altiora, de Bragança Paulista (adivinha onde isso fica!), disse que os apresentadores de tv, ao entrevistar alguém, se fazem de "burrinhos" algumas vezes, para poder se colocar no lugar dos telespectadores. Tá certo que ela exagerou um pouco, insinuando que as pessoas que assitem tv não tem um Q.I. tão alto (hum...), mas no fundo ela está certa, pois o entrevistador faz milhares de perguntas, algumas delas dignas de um sonoro "dãaaaaa!", para poder extrair o máximo de informação do entrevistado, o que acaba sendo muito bom para aqueles que estão assistindo. Pelo menos ela foi sincera!

Existem aqueles, porém, que não levam isso em conta na hora de fazer uma entrevista. Veja o caso de nosso exemplo de hoje: José Luiz Datena, ou "mr. Simpatia" (parafraseando uma clássica frase de Francisco Leandro). Como todo mundo sabe, Datena é conhecido como uma pessoa que adora dar pitaco em qualquer assunto. Das duas uma: ou ele realmente entende da coisa ou ele finge que sabe (e a gente finge que acredita). Seja lá qual for o motivo, ele sempre esquece da regrinha básica citada pela apresentadora da emissora de Bragança: Se finja de burro!

Para o azar dele (e pra nossa sorte), de vez em quando aparece algum entrevistado que não gosta dessa historinha de ser sabatinado por alguém que entende mais do assunto do que ele próprio. No vídeo a seguir, Datena passa por um dos maiores vexames que um apresentador/jornalista pode passar: ficar falando sozinho! Depois de ouvir o apresentador do "Brasil Urgente" falando mais do que devia, o delegado simplesmente sai do local da entrevista, deixando Datena "a ver navios". Repito: se Datena tivesse se fingido de "burrinho", nada disso aconteceria!



E parece que o Datena está angariando seguidores em todo o país. Um vídeo postado no Youtube e creditado a um programa chamado "Tv Mulher", mostra uma repórter (já que hoje não é mais necessário ter diploma para exercer a profissão...) "entrevistando e dando dicas de moda ao mesmo tempo" uma mulher que passava na rua. Tá certo que o vídeo tem o maior jeitão de ser fake, mas vale muito como objeto de estudo (e não, eu não mordi a isca!!)...



Por isso, se você for entrevistar qualquer pessoa na sua vida, siga o conselho: Se faça de burro (não o tempo todo, é claro!)! É mais seguro assim...

P.S.: tá certo que a atuação (se for fake, é claro) das duas no segundo vídeo está meio fraquinha. Mas, já vi coisa com qualidade semelhante na tv alagoana...

3 comentários:

Leandro Ribeiro disse...

É assim mesmo Derek que temos que buscar o nosso caminho. Voce está buscando o seu. Ter um tema um rumo, tem lhe ajudado bastante. Li e gostei do post.

Continue assim.

abraços.

Marcos disse...

Por falar em tv alagoana...
Certa feita ouvi um daqueles comentários q vc fica perplexo tamanho absurdo dito.
No ALTV um entrevistado, enquanto as câmeras mostravam a dança de um grupo de pastoril, falava um pouco desta expressão cultural...eis q surge a bomba: "Essa dança típica existe desde os tempos dos nossos ancestrais"!
Eu até agora to imaginando como deve ser um australophitecus dançando pastoril...

dEREK disse...

Deve ser deveras interessante...
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk